Pra quem não gosta de tomar proteína

Vocês sabem que eu odeio tomar a whey protein, né? Mas hoje eu cheguei da academia e fiz uma misturinha que ficou uma delicia! To tomando feliz. Nem esperei terminar e vim logo aqui contar pra vocês. Hahahahahha. Até porque… deu um copo imenso, vou passar uma hora tomando.

Eu fiz com a proteína sem sabor que eu tenho usado. Acho muito melhor pra combinar com outras frutas e também porque eu odeio o sabor artificial e de adoçante das outras.

Coloquei a medida de proteína, 1 banana pequena e uma rodela de abacaxi congeladas ( congelo frutas pra não estragar e porque fica mais cremoso no shake ) e uma colher de geleia de maracujá. Essa que eu coloquei tem um pouco de açúcar, mas acho que com as diet também fica uma delícia. Dá um docinho, um sabor a mais. Juro que tá quase um milk-shake. Mentira. Mas ta bem gostoso.

 

Low carb – High fat para bariátricos

Gente, hoje eu quero falar de um assunto polêmico.

Mais do que falar, eu quero discutir. Quero discutir. Porque eu ainda não tenho uma opinião 100% fechada sobre o assunto.

As dietas de baixo consumo de carboidrato vieram pra ficar. Já existe muito publicado sobre os benefícios da diminuição do consumo de carboidratos, especialmente dos refinados. Tudo bem. Mas daí que a gente não pode não comer. Se uma coisa sai, outra tem que entrar. Então essas dietas ( vou tomar a dieta paleolítica como exemplo daqui pra frente. Porque ela é mais naturalista e se aproxima mais do que eu acredito em termos de filosofia nutricional ) sugerem também um alto consumo de gorduras.

EITA! Pera. Aí que a gente fica confusa. Ouvimos a vida inteira que gordura faz mal e engorda. Como pode ser bom comer muita gordura? Existem infinitos artigos científicos provando que a gordura saturada é benéfica ao corpo e não está relacionada com doenças cardiovasculares e colesterol. Mas veja bem. Aqui eu to falando de gordura saturada. Aquela que vem de ovos, manteiga, carne, óleo de coco…  Não to falando daquela gordura trans que vem em margarina e produtos industrializados. Nem daqueles óleos vegetais de soja, milho, canola, etc.

MAAAS…. Ainda que isso seja bom para pessoas em geral, como isso se aplica a um paciente gastroplastizado?

É isso aí que eu to tentando descobrir, gatos. É aí que eu quero a opinião de vocês. Alguém já tentou? Que tipo de resultados teve? Passou mal de alguma forma?

Eu tenho me aprofundado nesses assuntos e aos poucos introduzindo as coisas na minha vida. Tenho aproximado a minha dieta de uma dieta paleolítica. Já cortei farinha de trigo e industrializados, reduzi lactose, reduzi carboidratos, aumentei o consumo de verduras e legumes… Mas na hora de acrescentar gordura eu ainda tenho medo. Medo de dumping mesmo e medo de não dar certo e comprometer o meu emagrecimento. Essas neuras de quem ouviu que gordura é ruim a vida inteira.

Nos últimos dias eu tenho introduzido alguma gordura na minha dieta. Tenho comido bacon, nozes variadas, colocado manteiga no preparo de carnes… etc. Ainda em pequenas quantidades, com cautela. Mas, surpreendentemente,  não só não passei mal uma só vez como nos dias em que comi mais gordura eu perdi mais peso. Ainda é pouco para tirar conclusões. Não fiz de forma metódica nem nada. Então ainda não posso afirmar com certeza. Mas queria abrir essa discussão. O que vocês acham?

O que tem nas bebidas industrializadas

 

É por essas e outras que eu não bebo nada industrializado. Bebo água e tá de bom tamanho. Se tiver passeando, um suco de fruta sem açúcar ou uma água de coco natural, no coco mesmo.

 

Inclusive, me choca quando eu vejo as pessoas dando isso pra crianças. Mas tudo é conhecimento, né? As vezes a gente não sabe o que tá fazendo. Eu sou uma pessoa informada e preocupada com a minha saúde. Na minha casa isso não entra.

O que mais me deixa louca é que essas coisas nem são assim tão gostosas. Uma água de coco dá de 10 a 0 em qualquer suquinho desses. Um suco da laranja espremido na hora, um suco de abacaxi com hortelã… Dá pra congelar as frutas pra durar mais tempo. Milhões de opções.

Bariátrica Gourmet – Cestinha de ovos

20140415_130624

 

Gente… Hoje a receita é muito complexa. Só que não. Mas fica lindo e muito gostoso. Fica legal pra servir num café da manhã. Daí seus convidados ficam pensando que você se esforçou muito para servir um café da manhã super refinado e você demorou 10mins para fazer 500.

Pre-para que é difícil de acompanhar.

Ingredientes:

– Ovos

– Presunto.

– Temperos a gosto

 

Modo de preparo:

Em potinhos pequenos, serve até uma xícara, coloque a fatia de presunto da sua preferência. Pode ser peito peru, de porco, de parma se você for phyna, etc… Com a forminha forrada com o presunto você joga o ovo lá dentro, tempera e leva ao forno. Eu faço no forninho elétrico vagabundo que eu tenho aqui e demora 10mins.

Iza, qual tempero você usa?

Gata, uso o que tiver na minha cara na hora. Pra esse aí eu salpiquei uma pitada de sal e um pouquinho de alho em flocos. Fica bom com pimenta do reino, com páprica, com alguma erva… A menos que você jogue canela, não tem como ficar ruim.

Mas isso é saudável?

É, né gata. Ovos são super saudáveis, temperos são super saudáveis. Feito assadinho, sem óleos vegetais… O presunto é que tem um pouquinho de sódio e tal. Mas uma fatia tem problema não.

Você come isso quando?

Esse aí eu comi no almoço. Com vagem. Gosto bastante com tomate ou vinagrete também. Pode ser comido no café da manhã também. Daí eu prefiro puro. É tão fácil, tão nutritivo e tão gostoso que acaba se repetindo bastante nas refeições aqui em casa.

Nossa, mas esse prato tá imenso. Você come tudo isso?

Não. Como não. Não cabe. Se eu for comer só o ovo eu quase consigo comer dois. Mas se for com verdurinhas eu só como um. Esse da foto mesmo eu comi um ovo e as vagens. Deixei o outo pra depois.